terça-feira, 6 de setembro de 2011

...

"Podia ser só amizade, paixão, carinho, admiração, respeito, ternura, tesão. Com tantos sentimentos arrumados cuidadosamente na prateleira de cima, tinha de ser justo amor, meu Deus?"


Caio Fernando de Abreu.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Ou me quer e vem, ou não me quer e não vem. Mas que me diga logo pra que eu possa desocupar o coração. Avisei que não dou mais nenhum sinal de vida. E não darei. Não é mais possível. Não vou me alimentar de ilusões. Prefiro reconhecer com o máximo de tranqüilidade possível que estou só, do que 
ficar a mercê de visitas adiadas, encontros transferidos.


(Caio Fernando Abreu )


Como sempre ele arrasando mesmo quando não solicito seus conselhos, mas esse daí veio certíssimo !




Buenas =*

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Em seus braços ..

"Eu queria te abraçar tanto, agora. Queria te abraçar até o meu cheiro ficar na sua roupa, e o seu na minha. Me abraça, porque não existe nenhum outro lugar no mundo mais seguro, e mais gostoso do que o teu abraço. Não fala nada, só me abraça. Me abraça, porque não há nenhum lugar no mundo que eu queria estar agora, a não ser, em seus braços."

domingo, 14 de agosto de 2011

Pai - Paidrinho.

Sou o espelho dos meus pais. Teimosa como meu pai, estressada como minha mãe.
Talvez, por ser tão parecida com eles, brigamos tanto.
Mas com o meu pai é diferente, isso não quer dizer que eu goste mais dele do que da minha mãe.
Mas com ele tenho diálogo aberto, nossas brigas não duram muito e logo ele está fazendo TODAS as minhas vontades de novo (isso explica muita coisa né?rs )
Me diz ai, qual Pai acorda as 5h só para colocar na bolsa da filha as coisas que ela sempre esquece? E que quando está de plantão, liga pra acordar-la porque tem certeza que ela está perdendo a hora? Que cai de moto e se fod* todo só pra levar a dandoca embaixo de chuva para dançar? Que abre mão dos seus sonhos pra dar todos os mimos necessários? Hein?Hein?
Agradeço por metade do meu coração estar feliz por te ter aqui comigo do meu lado, por ter o meu herói de todo dia ao meu alcance.
Mas a outra metade está preenchida com um vazio, o da saudade. Hoje o dia foi diferente, o 1º dia dos Pais sem você que não houve aquele chororo de sempre. Mesmo com a casa lotada, com pessoas novas, você fez falta. O seu manja continuou intocável esperando você chegar, os fogos para comemorar sei lá o que, continuaram em silêncio, o seu copo permaneceu vazio no canto de sempre,o meu colo continuou sem o seu abraço, o meu coração transbordou de tanta saudade, mas o seu amor, eu sei que estará sempre com a gente, passe o tempo que passar.
Aonde estiver, peço sua benção, desejo um feliz dia dos Pais, ao meu Paidrinho, ao melhor PAIdrinho que já existiu na face da Terra.
Sua ausência me condena a dor da Saudade ♪


Ao meu Pai de sangue, ao meu Pai de batismo, eu agradeço a vocês pelo o que sou hoje, pelo o que serei amanhã. Padrinho, me protege ai de cima! Pai, me protege aqui do lado!

sexta-feira, 8 de julho de 2011

a 7 anos atrás ...

você nasceu ainda guardo um retrato antigo ♫
Tão pequenino, tão russinho aquele menino que os médicos tinham fé que teria graves problemas ... meu coração sabia que iria vim perfeito, independente de formação física.
Quase morrir quando me deram você com apenas algumas horas de nascido só para me acalmar, tão pequenino, tão delicado, não sabia como um ser, totalmente independente  era capaz de fazer nascer um amor tão forte dentro de mim. Logo depois veio o 1º sorriso, o 1º passo, a 1º palavra ''DIDIA'' que eu ensinei com tanto orgulho.
Sua mãe então me deu o maior presente que eu poderia receber, ser sua Madrinha, te consagrar no amor de Mãe. E até hoje, para mim é a minha maior graça.
Veio a fase das frases emboladas que só eu entendia, os tombos na bicicleta sem rodinha,  o 1º dia na escola em que eu estava mais preocupada que tudo e fugia só para te vigiar.
Aconteceu o acidente do ''Tio Dudua'' e no meio de toda aquela confusão você exerceu seu papel de anjo, me acolheu e trocamos de papel ali... eu precisava de amor, carinho, atenção e entendimento, e você mesmo sem entender o porque daquilo tudo, soube me confortar, soube ser a força que eu precisava para levantar.

''Didia não fica triste, não chora, o TiDudua foi levar os anjinhos para passear''

Me amou quando eu mais precisava. Ainda é dificil descrever aquela fase, porque doi em mim a saudade, mas quando você fala nisso, tem leveza num assunto que ainda pesa tanto em mim, e me faz enxergar de outra maneira, que Ele realmente foi levar os anjinhos para passear lá em cima e está tudo bem.

Veio a formatura na escola, q


EDITANDO

domingo, 3 de julho de 2011

O fim é belo e incerto ♫

Não sei porque ainda acreditava que um dia tudo voltaria a ficar bem como antes. Esperança teimosa que vivia em mim, e que agora se mudou para bem longe. Antes tivesse ficado lá desde o início , porque a possibilidade do fim ser tão verdadeira ficaria apenas na minha cabeça e eu não teria que aceita-la de forma tão visível, te tendo fisicamente ao meu lado.
Agora só vou ter que me acostumar com a ideia de que aquela remota possibilidade, aquele porcento negativo que ninguém quer saber, é a verdade, é o que reina. Embora em MIM, aquele laço teima em não se desfazer..
Mesmo somente e unicamente nas minhas memórias estará em mim, como uma parte boa, que se foi.

Nada do que foi será de novo do que já foi um dia ♫

domingo, 26 de junho de 2011

Maycon Muniz.

Desejar só felicidades é pouco para quem merece muito mais.

Posso descrever milhões de sentimentos e coisas boas aqui, mas não chegaram em nem 1% do que eu realmente desejo a ti.
Torço por cada passo teu, cada conquista, cada vitoria e cada atitude certa. Torço tanto que as vezes esqueço de mim. Torço tanto que até parece que é a vitoria é minha, mas sei que de certa forma é.
Como você mesmo disse nossa amizade não veio evoluindo com o tempo, tínhamos somente a opção de sermos melhores amigos ou colegas que se matariam por vendas. Fizemos a nossa escolha. E nem mesmo os caroços, os dias zerados, as pernadas, o tédio, o ar condicionado ruim, os churrasquinhos da esquina ao qual eu era obrigada a esperar você comprar, mudaram algo entre nós.
Confesso sentir bastante falta dos dias de tédio que nos tornavam mais próximos, dos xurros de todo santo dia, das esporros de ambos os lados, das brincadeiras escondidas da câmera, das confissões de querer matar um, da calmaria que fazia o ódio desaparecer, da facilidade de me mostrar que como tudo era tão simples e nada desesperador quando eu estava em prantos, sinto falta dos sonhos que compartilhávamos. Mas sei que hoje estamos apenas na luta da realização deles ...
Torço, sonho e luto por você. Tudo o que for necessário pra te manter por perto, porque hoje a pior coisa seria ter você longe, não ter quem brigar comigo e me iludir, rs.
E pra te ter por perto, renuncio até os meus próprios desejos.
Quando te vi pela 1º vez te julguei um playboyzinho metidinho que tem mais preocupação com o cabelo do que tudo, porém eu mal poderia imaginar que esse playboyzinho metido se tornaria uma das pessoas mais importantes da minha vida.



Só p. finalizar: não, eu não te amo.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

O Sol e a Lua - Eclipse.


Quando o SOL e a LUA se encontraram pela primeira vez,
se apaixonaram perdidamente e a partir daí começaram
a viver um grande amor.

Acontece que o mundo ainda não existia e no dia que Deus
resolveu criá-lo, deu-lhes então o toque final ...o brilho !

Ficou decidido também que o SOL iluminaria o dia e que a
LUA iluminaria a noite, sendo assim,
seriam obrigados a viverem separados.

Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram
conhecimento de que nunca mais se encontrariam.
A LUA foi ficando cada vez mais amargurada,
mesmo com o brilho que Deus havia lhe dado,
ela foi se tornando solitária.
O SOL por sua vez havia ganhado um título de nobreza
"ASTRO REI", mas isso também não o fez feliz.

Deus então chamou-os e explicou-lhes:
Vocês não devem ficar tristes,
ambos agora já possuem um brilho próprio.

Você LUA, iluminará as noites frias e quentes,
encantará os enamorados e será diversas vezes
motivo de poesias.
Quanto a você SOL, sustentará esse título porque será
o mais importante dos astros, iluminará a terra
durante o dia, fornecerá calor para o ser humano e a
sua simples presença fará as pessoas mais felizes.

A LUA entristeceu-se muito com seu terrível destino
e chorou dias a fio...
já o SOL ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia
deixar-se abater pois teria que dar-lhe forças e ajudá-la
a aceitar o que havia sido decidido por Deus.

No entanto sua preocupação era tão grande que resolveu
fazer um pedido a ELE:
Senhor, ajude a LUA por favor, ela é mais frágil do
que eu, não suportará a solidão...
E Deus em sua imensa bondade criou então as estrelas
para fazerem companhia a ela.

A LUA sempre que está muito triste recorre as estrelas
que fazem de tudo para consolá-la,
mas quase sempre não conseguem.
Hoje eles vivem assim....
separados, o SOL finge que é feliz,
a LUA não consegue esconder que é triste.
O SOL ainda esquenta de paixão pela LUA e ela ainda
vive na escuridão da saudade.

Dizem que a ordem de Deus era que a LUA deveria ser
sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso....
porque ela é mulher, e uma mulher tem fases.
Quando feliz consegue ser cheia,
mas quando infeliz é minguante
e quando minguante nem sequer é possível
ver o seu brilho.

LUA e SOL seguem seu destino, ele solitário mas forte,
ela acompanhada das estrelas, mas fraca.
Humanos tentam a todo instante conquistá-la,
como se isso fosse possível.
Vez por outra alguns deles vão até ela e voltam
sempre sozinhos, nenhum deles jamais conseguiu
trazê-la até a terra, nenhum deles realmente conseguiu
conquistá-la, por mais que achem que sim.
Acontece que Deus decidiu que nenhum amor nesse
mundo seria de todo impossível,
nem mesmo o da LUA e o do SOL...
e foi aí então que ele criou o eclipse.

Hoje SOL e LUA vivem da espera desse instante,
desses raros momentos que lhes foram concedidos
e que custam tanto a acontecer.
Quando você olhar para o céu a partir de agora e
ver que o SOL encobriu a LUA é porque ele deitou-se
sobre ela e começaram a se amar e é ao ato desse amor
e que se deu o nome de eclipse.
Importante lembrar que o brilho do êxtase deles
é tão grande que aconselha-se não olhar para o céu
nesse momento, seus olhos podem
cegar de ver tanto amor.
Bem, mas na terra também existe sol e lua...
e portanto existe eclipse....
mas essa era a única parte da história que
você já sabia, não era?





// Só queria mesmo que o nosso eclipse durasse de verdade, que fosse muito mais além de 'tentativas' - Não quero esse destino de viver a espera desse momento (...) Vem meu astro Rei, me diz que ainda existe calor, que ainda existe chance da Terra sair do meio de nós ...

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Dois Sorrisos

As quatro estrelas do meu céu são suas
E os oito postes da avenida são meus
E se você quisesse todos eles te dava
Lembra, minha luz, foi você quem me deu
As sete cartas do Tarô são suas
E os dez destinos mais prováveis são meus
E se você pedisse para abrir um caminho
Este iria dar na nossa casa, meu bem
As trinta e uma rosas do jardim são suas
E há somente um cravo, que é meu
E se você quisesse um arranjo ou um buquê,
Minha querida, o cravo era...
Refrão 1
Seu sorriso é o que preciso
E quanto ao resto, eu juro tanto faz
Sua ausência me condena à dor
As nove luas sobre o mar são suas
E o escuro embaixo dos seus pés é meu
Mas se você quiser a vida um pouco mais clara
Por você, querida, eu roubo os raios de Zeus
As mil e uma noites que virão são suas
E meu, só um minuto antes do sol nascer
Mas se você pedisse uma fração da eternidade
Eu me virava, e o tempo era…
Refrão 2
Seu sorriso é que eu preciso
Pra abraçar o mundo e muito mais
Sua ausência me condena à dor da saudade
Especial
Você me completa, amor
E sabe que meu sonho só é um sonho porque
Você me completa, amor
meu sonho só é um sonho porque
Você está nele
Refrão
Seu sorriso é o que preciso
E quanto ao resto, eu juro tanto faz
Seu sorriso é que eu preciso
Pra abraçar o mundo e muito mais
Seu sorriso é que eu preciso
Pra apagar a dor…
… da saudade!

// Leoni com o vocalista André Gonzáles do Móveis Coloniais de Acaju.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

+ um da Tati Bernardi. ♥

Consideração

Já tinha um mês e resolvi ir nessa festa com cara de festa que você vai. Toda pessoa de cabelo cheio que entrava eu achava que era você. Assim como acho quando estou na rua, no supermercado, na fila do cinema, dormindo. Virei uma caçadora de pessoas cacheadas. Virei uma caçadora de você em todas as pessoas. Então você chegou na festa. E eu apenas sorri e sorri e sorri. Porque era isso. Eu queria te ver apenas. A dor numa caixinha embaixo dos meus pés e eu mais alta pra poder te abraçar sem dor, perto da sua nuca e por um segundo. Eu te acho bonito de formas tão variadas e profundas e insuportáveis. Eu vejo você parecendo um leãozinho no fundo da festa. Suando e analisando. O rei escondido escolhendo a presa que não vai atacar. Com sua eterna tristeza cheia de piadas afiadas. Suas facas afiadas de graças para defender as tristezas que nadam baixas nos seus olhos de quem não quer fazer mal. Mas faz. Seus olhos. Em volta um riozinho melancólico e no centro o sol feliz e novinho chegando. E tudo isso vem forte como um soco de buquê de flores de aço no meu estômago. E eu quero ir até você e te dizer que eu sei que você desmaia quando faz exame de sangue. E como eu gosto de você por isso. E como eu queria tirar todo meu sangue em pé pra você jamais cair. E como eu gosto de você por causa do e-mail que você mandou pro seu amigo com problemas. Como gosto quando você lembra de alguém e precisa demonstrar naquela hora porque tem medo da frieza das suas distrações. Suas listas de culturas e atenções. Os vasinhos. Os vasinhos coloridos da cozinha me matam. A história do milagre que te salvou da queda da estante. Você arrepiado falando em anjos. Essas suas delicadezas em detalhes dormem e acordam comigo. Acariciam e perfuram meu peito vinte e quatro horas por dia. Uma saudade dos mil anos que passamos, ou das três semanas. A loucura de gostar tanto pra tão pouco ou simplesmente a loucura de tanto acabar assim. Fora tudo o que guardei de você, me restou a consideração que você guardou por mim. Sua ligação depois, quando me encontra. Sua mão estendida. Sua lamentação pela vida como ela é. Sua gentileza disfarçada de vergonha por não gostar mais de mim. A maneira que você tem de pedir perdão por ser mais um cara que parte assim que rouba um coração. Você é o mocinho que se desculpa pelo próprio bandido. Finjo que aceito suas considerações mas é apenas pra ter novamente o segundo. Como o segundo do meu nariz na sua nuca quando consigo, por um segundo, te abraçar sem dor. O segundo do seu nome na tela do meu celular. O segundo da sua voz do outro lado como se fosse possível começar tudo de novo e eu charmosa e você me fazendo rir e tudo o que poderia ser. O segundo em que suspiro e digo alô e sinto o cheiro da sua sala. Então aceito a sua enorme consideração pequena, responsável, curta, cortante. Aceito você de longe. Aceito suas costas indo. Aceito o último cacho virando a esquina. O último fio preso no pé da minha cama. Não é que aceito. Quem gosta assim não come migalhas porque é melhor do que nada, come porque as migalhas já constituem o nó que ficou na garganta. Seus pedaços estão colados na gosma entalada de tudo o que acabou em todas as instâncias menos nos meus suspiros. Não se digere amor, não se cospe amor, amor é o engasgo que a gente disfarça sorrindo de dor. Aceito sua consideração de carinho no topo da minha cabeça, seu dedilhar de dedos nos meus ombros, seu tchauzinho do bem partindo para algo que não me leva junto e nunca mais levará, seu beijinho profundo de perdão pela falta de profundidade. Aceito apenas porque toda a lama, toda a raiva, todo o nojo e toda a indignação se calam para ver você passar. 


Adorei e destaquei partes que se encaixam ou que se encaixaram em mim. Não preciso nem citar o quando adoro os textos da dessa autora né?

Beijo p.  a Aline que me enviou este ao qual ainda não tinha lido, beijo p. quem se identificou no texto baseado na minha vida. =*

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Espaço ainda tem.

"Eu gosto de pessoas inteligentes que enxergam o mundo com humor. Tem muitas pessoas em quem eu bato o olho e penso: deve ser legal ser amiga dele. É gente que não carrega o mundo nas costas, que fala olhando nos olhos, que não se leva tão a sério, que é franca na hora do sim e na hora do não. É difícil sacar as qualidades de uma pessoa sem antes conhecê-la, mas intuição existe pra isso. Tenho vários amigos que enriquecem minha vida e se encaixam no meu conceito de “pessoas especiais”, mas meu coração é espaçoso e está em condições de receber novos inquilinos."

(Martha Medeiros)


Há vagas! Só é preciso ser sincero, saber me acolher num abraço quente num dia frio, saber falar besteiras na dosagem certa que me arranque sorrisos bobos e bem sinceros, ter um olhar que me faça entender coisas que jamais as palavras serão capazes de traduzir, que me passe segurança com um abraço, que me dé um única flor em um dia normal.  (=
Estou pedindo muito? Acho que não né?


Candidados favor comparecer na minha vida de forma delicada, não chegue se apresentando porque adoro o prazer da conquista, hihi.


besos =*

terça-feira, 17 de maio de 2011

Apenas o que você diz,

A verdade é que o que dizemos não tem tanta importância. Pra saber quem somos, basta que se observe o que fizemos da nossa vida. Os fatos revelam tudo, as atitudes confirmam. O que você diz, com todo respeito, é apenas o que você diz.


(Martha Medeiros)


''Um dia ainda vou estar aqui de novo'' O tempo me prova o contrario a cada segundo, a cada fato ocorrido só mostra que os nossos destinos estão cada vez mais distantes, que essa historia toda morreu para você, e não sei porque ainda resiste viver em mim. Mas quem é que não acredita em destino mesmo?


=*

sábado, 7 de maio de 2011

Sr.Mostarda. ♥

Parando para pensar em quanta coisa ocorreu do ano passado p. cá, não dá p. tentar relatar aqui nem a metade, acho que nem esperávamos tanto. A proximidade aumentou totalmente, e ao invés  de te encontrar só nas festas de famílias, o contato diário foi estabelecido. Já era de se esperar que daríamos bem em qualquer lugar NE? Mesmo com as pernadas, os bicos, os clientes chatos que nos embolavam, as bagunças que VOCÊ fazia na minha seção e não arrumava NUNCA,  os papéis da vez que sumiam,  o atraso perdoado e escondido, as nossas tretas que nunca ninguém descobriu, as ‘’troiadas’’ como diria o Marquinho, as revelações de madrugada; A minha ‘leve’ perturbação para você ficar com o Léo, as irritações que o Maycon nos causava, os seus gritos irritantes no estoque, as tentativas me fazer dançar funk mal sucedidas. As guerras de alarme, as corridas no shopping pelas guerras de elástico, as bem diretas zuações quando alguém passava, a vontade de todos de me ‘’libertar’’(=x) , as maquiagens quebradas(né D.Bianca?), nada foi capaz de nos distanciar de forma alguma, até mesmo a minha saída da loja não influenciou, cada vez mais apegadas, rindo das imbecilidades que surgiam e as vezes chorando a mesma dor, sentindo a mesma saudade de quem nos  uniu, e que com toda certeza está muito feliz lá em cima com essa união.
Um brinde a esse cara que nos fez primas, amigas e cúmplices. Um brinde ao ombro amigo, as palavras ditas nos momentos certos e até aqueles p#*%@ de desabafos. Um brinde aos McDonald’s, porcões e pipocas que embalavam nossos filmes (ou a tentativa fracassada de assistir pelo um). Um brinde as lágrimas que nos fizeram tão próximas, as caipirinhas que nos deixaram tão felizes!  Duas caipirinhas caprixadas a nós, a você!

Muita alegria!
Muita saúde!
Muito mais que felicidades eu desejo a você.










Muitos sorrisos!


Muita cumplicidade!
Muita caipirinha, haha.
Muito afeto
Muita amizade!
Muito AMOR!








Assim, seja, amén!







Te amo muito! ♥

sábado, 30 de abril de 2011

Homem Maravilhoso


Uma crônica a respeito desse homem maravilhoso
Venho por meio dessa lhe informar do prêmio. Será entregue em sua residência. Em plástico bolha, fita crepe, caixa de papelão, papel dourado espelhado.
Pode colocar na mesinha preta, ao lado daquele troço legal que sua mãe te deu. Uma peça de design chique e um coração ensanguentado.
Vão te perguntar de onde vem aquele coração e você vai ter mais uma história pra contar baixinho, no ouvido das garotas: essa é boa, quer ouvir? Eu no meio de suas carrancas, cabeças de faraós, estrelas e leões. O vencedor.
Pode voltar a respirar, pode fechar a janelinha emperrada da cozinha. Caso fique pesado para a sua decoração, me deixe com os bonequinhos do banheiro.
Não serviu a saudade que eu sentia só porque você espremia saquinho por saquinho do shoyo longe de mim. Nem era longe, era logo ali, mas eu sentia saudade. Você queria uma prova, você queria a cabeça pra levar pro rei do seu peito. Você queria decapitar a mente que poderia te magoar.
Eu jurei, um dia, vendo você dormir e gostando tanto de você pra pouco tempo, que não teria medo e seria doce e não escreveria uma linha e você seria o escolhido pra não ser mais um escolhido.
Mas você levou meu coração, então só me resta a maldade, a bondade contrariada, que sempre me faz recorrer ao lugar comum de escrever um texto. O lugar onde tanta gente já esteve, o que é uma mentira só pra te ferir. O amor não é um jogo mas você ganhou.
Daqui a pouco você vai se perguntar o que faz exatamente com isso, se não era melhor ter me deixado com o coração, assim eu poderia continuar gostando de você. Eu gostar de você só é um mérito se eu puder ir junto.
Talvez você me mande de volta o prêmio, a caixa rasgada, o papel dourado amassado, o laço frouxo, o coração assustado. E me peça que continue apenas sentindo saudade de quando você demora com os saquinhos de shoyo.
Pra gente voltar de onde se tem coragem. De onde a pressa é angustia solitária e não um caminhão de lixo que se joga no outro. De onde a insegurança é um gatinho preso numa jaula alta e não um tigre alimentado pelo ego. O amor recém-nascido e alimentado com água pura. Eu estava nele quando você achou que diminuindo seu ritmo você aumentaria suas chances.
O triste, e por isso eu te ligo e reclamo que é solitário, é que enquanto você pensa em chances, ritmos e ganhos, eu só penso em você.
 Tati Bernardi
Ps: Adoro a autora do texto, sempre me identifico com algo que ela escreve.
Mas esse vai especialmente para alguém do meu PASSADO, passado, aquele tempo que se foi, e que nunca deveria ter voltado.

beijos

sexta-feira, 29 de abril de 2011

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Inunda-me

Não me venha com esse chove não molha. Ou vem e me inunda, ou me deixa seca e quieta por aqui.



Saudades disso aqui. ;*

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Olhos baixos..

Ouvi a notícia que eu tanto esperava. Mas não deu tempo de ter qualquer reação, nem mesmo um sorriso. Porque logo entendi a razão dos seus olhos baixos (...)

Todos sabiam que um dia iria ocorrer, mas a demora nós fez até acreditar que dava certo, mas não, só faltava coragem, coragem essa que só veio agora porque o coração já estava cansado demais pra lutar por algo que nunca valeu a pena.

Eu te amo, e vou estar contigo p. sempre!

Ps.: Seria tão mais fácil se não tentássemos ser a exceção de toda regra.

Irmão. s2

... se teve começo, que tenha fim ♫

quinta-feira, 31 de março de 2011

3 anos e 5 meses

E muita saudade.

Hoje não vou chorar, pelo menos tentarei me controlar. Hoje não vou pedi pra ter comigo aqui, porque eu sei que de alguma forma você está. Me protegendo e cuidando como SEMPRE.
Ainda doi, dor mais amena que a de antes, porém ainda fere.
Não vou questionar a Deus por Ele ter te tirado de nós, não vou julgar e me revoltar, vou pedir só que ele acalme o meu coração, que desfaça o nó da minha garganta, que me conforte, que me dá algo para tampar esse vazio que AINDA está aqui, e sinceramente, NINGUÉM vai preencher.


Ver as fotos, os videos, me consolam por uns segundo, mas como eu queria um abraço, daqueles que só você saber dar, só um. =/

TE AMO MUITO, sinta esse amor aonde estiver!

Tio Duda, Padrinho. ♥

Curvas da Vida – Iyanla Vanzant

Você já se perguntou por que a estrada tem curvas? Por que é que todas as estradas não são retas? Por que é que as ruas da cidade sobem, descem, e dobram esquinas?
As curvas da estrada nos dão a oportunidade de ir vendo um pouquinho de cada vez. À medida que vamos avançando, ganhando terreno, um pouco mais nos é revelado. É assim que a vida funciona.
Ela vai lhe dando aquilo com que você consegue lidar em pequenas doses, mesmo quando você acha que agüentaria mais. Isso é o que chamamos de graça de Deus.
Onde quer que se encontre, é exatamente onde precisa estar. Mesmo quando você queria estar em outro lugar, em circunstâncias diferentes, a vida sabe que você provavelmente não conseguiria lidar com a outra situação.
Deepak Chopra escreveu:Sejam quais forem os relacionamentos que você atraiu para dentro de sua vida, numa determinada época, eles são os relacionamentos de que você precisava naquele momento.”
Quando você estiver preparado para fazer uma coisa nova, você fará, com pessoas novas. Há gente à espera da pessoa na qual você está se transformando. É provável que você ainda não esteja pronto para conhecê-las. A cada momento específico, cada um de nós está passando pelo processo de ser e de se tornar.
Estamos aprendendo o máximo que podemos. A estrada tem curvas e estamos sendo preparados para lidar com o que nos aguarda a cada curva.
Obrigada, meu Deus, por ter feito as curvas da estrada! Obrigada por nos amar o suficiente para nos dar apenas aquilo com que conseguimos lidar no momento em que acontece! Obrigada, meu Deus, por permitir que o curso do processo da vida seja lento e suave.
Extraído do livro: Um dia minha alma se abriu por inteiro.

Beijos.